Valor da Mensalidade

Colegas,

O Reitor assinou portaria aumentando em 11% o valor das mensalidades.

Assim o custo subirá para R$977,91 por mês. Praticamente mil reais.

A PUC e o Mackenzie custam R$1.200,00 por mês, são apenas R$222,09 de diferença, sendo que lá a carga horária é praticamente o dobro. Se fizermos as contas pagamos muito mais caro que os alunos que cursam nestas instituições.

Hoje o Diretório Acadêmico reuniu-se em caráter emergencial, pois, acreditamos que não podemos nos quedar inertes diante desta arbitrariedade.

Pretendemos debater com os alunos, avaliar as opiniões de maneira geral e se houver um consenso, formaremos um movimento de protesto, em relação a esta situação que estamos vivenciando.

Como postado hoje aqui, as condições físicas do prédio estão deploráveis, aliado a isto e ainda mais relevante é a absurda escassez de docentes. Nosso corpo de professores é exíguo demais, o que os leva a terem muitas turmas e trabalhar a exaustão. Presenciamos por vezes aulas em que notoriamente, o professor demonstra cansaço, abatimento e até apatia em relação a matéria. As provas são curtas, poucos trabalhos, poucas dissertações, por pura falta de tempo de realizar as correções.

Quem pensa que isto é bom, que não nos afeta negativamente, engana-se muitíssimo. Cursamos Direito, nossa ferramenta de trabalho é a palavra, PRECISAMOS escrever muito durante o curso, aprender a desenvolver raciocínio lógico, coesão e demais habilidades diversas, que só advém do exercício, da repetição, do enfrentamento de desafios que precisam ser instigados pela faculdade.

Até as leituras são pouco requisitadas, pois, se o forem, terão de ser cobradas e isto demanda correções as quais, o tempo torna impossível de serem realizadas.

Perdemos todos com esta "economia" proporcionada pelo Reitor. Os alunos perdem o interesse por se verem diante de aulas com conteúdos lançados praticamente sob a forma de tópicos, explicados o mais rapidamente possível; os professores se desmotivam em ministrar aulas em que os alunos não demonstram interesse. Assim fecha-se uma cadeia de ineficácia, através da qual todos saimos muitíssimo prejudicados.

Encerro este curto posicionamento, lembrando-lhes de uma frase de Martim Luther King: "O que me assusta não é a violência de poucos, mas a omissão de muitos".

Todos sabemos que é difícil mudar, que pertencemos ao lado mais fraco, que não somos detentores do poder de mando. Mas as iniquidades só grassaram até chegarem a este ponto, porque muitos foram os alunos que se subjugaram as determinações sem questioná-las. Que sejamos nós, os bravos a desafiar a ordem vigente.

Enfim, somos autores da nossa história, personagens principais, não meros expectadores. Cabe a nós e somente a nós, mudar aquilo que nos mitiga. Merecemos mais do que estamos recebendo e podemos sim, levantar nossa voz e lutar pelo que acreditamos.

Conto com a reflexão de todos, pois da nossa união agora, dependerá o nosso futuro.

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Adriana Cecilio - Advocacia - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: ID Serviços.
Agilidade, Eficiência e Transparência.
imagem-logo